O Cogumelo Encantado

Cida Valadares

 

Camilla morava no coração de uma floresta encantada.

Encantada mesmooooooo.

 

Seus amiguinhos inseparáveis eram todos os animaizinhos, todas as flores, lagos... A natureza estava sempre em festa, naquela floresta.

Claro que Totó da Tia Araí ficou sabendo e, todos os dias ia visitar Camilla, como  num passe de mágica.

Lá estava Camilla, esperando-o para contar-lhe mais uma de suas histórias mirabolantes.

Totó a tudo ouvia e, às vezes a saudade da Tia Araí batia e ele baixava os olhos, com tons de tristeza.

Não!!!! Não era tristeza. Era só vontade  de voltar para casa.

 O patinho ainda nadava no lago... a tarde caía e Camilla oferecia flores para seus amiguinhos.

Uma revoada de pássaros se aproximava. Era a hora da história.

Cochila não, Totó, escute a história com atenção.

E Camilla começou...

"Era uma vez... afinal, as histórias sempre começam com era uma vez...

Uma floresta que de outras as outras parecia igual até que...

Que vontade eu tenho de morar aqui junto aos meus amiguinhos, junto a este lago acolhedor.

Junto às flores que nascem, todos os dias, naturalmente cuidadas pela natureza.

Só tenho esta árvore para me aconchegar e, às vezes ela estica seus galhos para que eu suba e me balançe.

Eu queria ter minha casinha aqui...dizia Camilla mas...

Minha mamãe diz que não posso morar numa floresta, só em sonhos.Só!!!

Então , fico a sonhar e, sonhando tudo acontece.

Um cogumelo, próximo a todos, neste momento cresceu junto ao tronco daquela árvore tão amiga.

As palhas secas do final do outono vieram com o vento e cobriram-no formando o teto.

Uma escadinha compôs a entrada da casa.

 

Que lindo!!! Passarinhos vieram para festejar todo este encanto.

O cogumelo encantado lá estava, todos os dias para receber Camilla e seus amiguinhos.

Depois... era só atravessar a ponte e voltar para casa pois já era hora do banho e do dever da escola.

Mamãe aguardava Camilla que chegava e contava-lhe todas as histórias.

Mamãe sorria e pensava...

"Que menininha sonhadora!"

Acorda Totó, a história acabou!

 

Eu não disse que sonhos se encantam?

Já, a noitinha punha um pé no céu .

É que Deus o cobriu com uma nuvem de  borboletinhas que o vento trouxe para  encerrar nossa história e cerrar nossos olhos para mais um sonho!

 

Beijos, tia Vanda e obrigada por esta linda arte.

Cida Valadares

 
 
Créditos:
Tutorial: MargArts
 
 
 
 
Tubes: Gina, Denise Worisch,
Luz Cristina e Liza
Arte e Formataçã: Vanda Gigo
Um abraço carinhoso: