MINA - A PORQUINHA
(Luiza Porto)
 
Que cheirosa é a Mina!
Toma banho de champanhe, todos os dias,
perfuma-se, batom na boca, cor carmim.
Laço de fita no cabelo, charmosa, seu chinelo
de salto é um arraso.

Vai desfilando, toda dengosa,
Seu olhinho sempre pintado, tem rimel
e sombra azulada.
Nas orelhinhas sempre brincos de ouro, e no pescoço
um colar ou gargantilha.

Vaidosa como ela só...
Quando sai para namorar, não aceita um porquinho
qualquer, tem que ser bem limpinho, cheiroso e apaixonado.
Que faça serenata, na madrugada,
e componha lindos versos de amor.
Afinal... Ela Merece.

 

 

 

 

VOLTAR