PARTICIPANTES

 

1) - Hamilton Brito - Araçatuba - SP - Coordenador da Ciranda
2) - Cida Valadares
3) - Sá de Freitas
4) - Rita Lavoyer -
5) - Jandyra Adami -
6)- Lilian Bauer -
7)- Antenor Rosalino
8) - Emília Goulart -
9) - Mary Trujillo
10) - Humberto Poeta
11) - Nidia Vargas Potsch
12) - Gislaine Canales
13) - Isabel C. S. Vargas
14) - Antonio Cabral Filho
15)- Marise Ribeiro
16)- Marcial Salaverry
17) - Sonia Salete
18) - Yara de Nazaré
19) - Libia Beatriz Carciofetti ( Argentina) -( Versão em português - Mary Trujillo)
20) - Angela*Poesi@
21) - Humberto Rodrigues Neto
22) - Clara da Costa
23) - Cida Maia de Oliveira
24) - Araí Santos
25) - Anna Peralva
26) - Ógui Lourenço Mauri
27) - Candy Saad
28) - Heloisa Crosio
29) - Paulo Franco
30) - António Barroso - ( Tiago) - Parede/ Portugal
31) - Clara Lúcia Leite de Araújo - Timóteo - MG
32) - Mifori
33) - Faffi Giovatto
34) - Augusta Bs
35) - Badu Santos
36) - Marcos Milhazes ( Milhas de Amor)
37) - Luiz Gilberto de Barros - Luiz Poeta
38) - Maria José Tauil
39) - Ricarda Maria Leal Alvim
40) - Jorge Humberto - Portugal
41) - Mavi Lamas
42) - Paulo Silveira de Ávila
43) - Graça Ribeiro
44) - Joao Coelho dos Santos
45) - Cássia - ( La Femme)
46) - Maria Aranilda de Araujo
47) - Paulo Nunes Junior
48) - Marlene B. Cerviglieri
49) - Sueli do Espirito Santo
50) - J.R .Cônsoli
51) - Filemon F. Martins
52) - Odir Milanez
53) - Isabel Passos
54) - Susana Petraglia Kovalczuk
55) - Rose Arouck
56) - J.J. Oliveira Gonçalves
57) - Nelson Fontes Carvalho - Amora - Portugal
58) - Edilson Menezes/Edmen
59) - Nelson Fontes Carvalho - Amora/Portugal
60) - Maria Aranilda de Araujo
61) - Ceres Marylise
62) - Susana Petraglia Kovalczuk
63) - Sonia Nogueira
64) - Luli Coutinho

 

 

Criança

Hamilton Brito

A criança que existe em você
É um bem que só você tem,
Conserve-a por toda a vida
Nunca entregue a ninguém

Tenha nos lábios, um sorriso
Nos olhos toda a luz que puder
Mantenha aberto o coração
Sonhe os sonhos que quiser

Não veja , no mundo, a maldade
Pois nele , maldade não tem
É obra de um Deus bondoso
e Ele só quer o seu bem

Assim, criança querida
Neste dia que é só seu
Aproveita bem este dom
Pois foi Deus que concedeu

 

 

Criança

Cida Valadares

Criança, tu és a semente da vida
Que a vida, em nós plantou
Teu cheiro é o doce tempero
Do tempero do amor.

No colo em que te aconchegas
Ninando teu sono pueril
Pernoitam cantigas antigas
Fechando-te os olhos, de modo gentil.

Teu sorriso é cachoeira
Num dia de vendaval
Doce como mel da abelha
Até o minuto final.

Tu és de Deus, a canção
És joia rara, amor
Tu, criança, és paixão
Da cria e do Criador!

 

 

VOLTA A SER CRIANÇA

Sá de Freitas

Por que tornas tuas horas tão escuras,
Como se a noite viesse em pleno dia?
Por que, com assuntos tão banais, procuras,
Trazer ao coração tanta agonia?

Imita o sol que sempre se irradia,
E aquece a Terra, aquece as criaturas;
Coloca a tua mente em sintonia,
Com as POTÊNCIAS DO BEM, lá nas Alturas.

Por que só vês espinhos, não as rosas
E transformas em chagas dolorosas,
As coisas tão triviais, tão infantis?

Por que não cantas, ris, festejas, danças?
Experimenta viver como as crianças
E por certo serás bem mais feliz.

(Samuel Freitas de Oliveira)

Avaré-SP

 

 

Criança como eu

Rita Lavoyer

Sou criança de tranças, nariz todo sardento
e boca suja de manga.
Sou criança faceira de pés descalços, joelhos ralados
e dente que acabou de cair.
Sou criança de nove horas e que pinta o sete
e um montão de todos os números.
Sou criança assim mesmo, do jeito que eu sei.
Se tiver outro jeito de ser criança, conte pra mim não.
Gosto mesmo é de ser criança do jeito que eu sou.

Araçatuba - Sp

 

 

Minha Menina

Jandyra Adami

Sinto saudades de ti minha menina
Do tempo em que brincavas alegre em tua casa,
Ou pela rua, junto aos teus amigos
Tua vida era tão bela e sempre sorrias
para ela, pois eras feliz, tinhas encanto,
formosura , cabelos lindos, compridos,
em duas tranças. Olhos grandes, verdes...
Até hoje me lembro de ti, do que fazias
Eras alegre, peralta, inteligente e meiga
Sabias encantar a todos com tua graça, tua voz
ou tua dança. Teu pai tocava piano e tu dançavas
Era a felicidade em família. Todos admiravam
tua esperteza, vivacidade e inteligência.
Os que te amavam já partiram e levaram
de ti todo amor que lhes foi dado.
Eu envelheci mas te trago dentro de mim,
Como uma chama ardente dentro do peito
Não te esquecerei jamais. Vives comigo
na terceira idade , mas nunca deixarei que
te esqueçam pois sempre falo de ti com meus amigos,
recordo com saudade aquele tempo
em que éramos uma só pessoa.
Tu e eu: nós... uma só pessoa...
Minha querida menina...

 

 

A beleza do ser humano completo ,sempre, em perspectiva de transformação.
CRIANÇA não é criança porque brinca Brinca porque é criança Potencial em desevolvimento,sempre .
Criança ser humano completo Completa como criança,ajustada à sua vida de CRIANÇA;
tanto quanto a semente é completa como semente ou a lagarta é completa como lagarta,
nunca um vir a ser , no caso borboleta , É lagarta.
CRIANÇA é CRIANÇA E AGORA ?!?
como nós estamos sendo frente a esta
MAGIA CRIANÇA ?!? HOJE AGORA ????
Carinho ,

Lilian Bauer

 

 

 Luminescência Infantil

Antenor Rosalino

Em seu mundo diversivo de ilusões,
As crianças enfeitam e encantam a vida
Com fantasias que enternecem
E falam ao coração!

Há um encantamento púrpuro
No largo sorriso infantil
Que retira em breves segundos
Prenúncios de maldades do mundo.


Uma voz branda, infinita,
Vem permear nossas vísceras,
Quando insurgem entre aromas
As lembranças infantis!

As crianças em suas luminescências,
Conseguem com simples gestos,
Trazer fragrâncias que envolvem,
Rebuscando nessas horas.

 

 

Emília Goulart

No mundo do faz de conta,
há uma criança perdida.
Que só aprendeu somar o que recebe da vida.
Vamos muito ajudar, se tudo que ela somar,
for paz, amor e carinho.
No mundo do faz de conta,
ela irá conjugar o verbo amar inteirinho.

27-8-2013

 

 

Esses anjos...

Marilena Trujillo

Ah, esses anjos que povoam nosso
Mundo, tornando tudo colorido....
Nos melando de balas, bombons e pirulitos
Provocando-nos tantos sorrisos...

Belos anjos encarnados, nos mostrando
A beleza, a simplicidade da vida.
Nos fazendo tão crianças também...
Anjos que transformam homens

E mulheres em seres de luz.
Quando a rara flor começa a germinar
Fachos radiantes se propagam
A vida se transforma em doce

Acalanto, maravilhosa ansiedade...
A futura mamãe fica mais bonita,
Parecendo tão criança ainda
O futuro papai irradia força, coragem,

Felicidade, um gigante cheio de vida...
O grande dia chega...
E um vagido que mais parece um hino,
Ressoa como um órgão de uma capela...

Lágrimas brilhantes, abençoadas
Lavam rostos, feridas e almas...
O Pai lá de cima suspira aliviado.
A Terra ainda pode ser salva,

Mais um anjo para ela enviei...
E todos os anjos em coro,
Respondem: - Amém!

Mary Trujillo

 

 

SE EU VOLTASSE A SER CRIANÇA

Humberto - Poeta

Se eu voltasse a ser criança,
não mais iria, por chalaças,
nesse tempo de folgança
jogar pedras nas vidraças.

E também não mais faria
aqueles rombos hediondos
que o estilingue produzia
num ninho de marimbondos!

Em Deus eu teria mais fé
e agiria com mais recato;
não mais prendia um busca-pé
no rabo de um pobre gato!

E não mais nas farras minhas,
numa correria sem vasas,
tocaria as campainhas
de cinco, seis, sete asas!

Pra vê-la voar pesadinha,
(vejam que ideias porretas)
amarrava um fio de linha
no bumbum das borboletas!

Ainda bem que hoje não temos
das crianças tanto horror;
pois na rua nem as vemos
graças ao computador!

 

 

Criança!

Nídia Vargas Potsch
( indriso )

Ser especial que vibra de alegria
Ao imaginar e criar mundos encantados
E sem preconceitos fala de Paz.

Faz da existência um eterno brinquedo
Quando sonha um amanhã melhor
Ao sabor de um novo sol a brilhar!

Vida onde flui um Amar sonoro, melódico...

Criança, bênção e sortilégio do amanhã!

@Mensageir@
Rio, 2013

 

 

Glosando Delcy Canalles

Gislaine Canales
A CRIANÇA EM MIM

MOTE:

A criança que eu trazia
dentro de mim escondida,
hoje, vive na poesia,
chorando restos de vida.

A criança que eu trazia
guardada em minha lembrança,
esqueceu-se que a alegria
mora junto da esperança!

Enrolada em solidão,
dentro de mim escondida,
sem conhecer afeição,
ficava inda mais perdida!

Veio o sonho...uma utopia,
e com ele, muitos versos!
Hoje, vive na poesia,
cantando seus universos!

É o canto mais lindo e triste,
dessa criança crescida,
que, em sua canção, resiste,
chorando restos de vida!

 

 

Criança!

Isabel C S Vargas

Olhar límpido
Sorriso fácil
Alegria natural
Inocência latente
Amor verdadeiro
Pureza de sentimentos
Encantos mil
Felicidade maior
Para todos que convivem com ela.

 

 

MUNDINHO

Antonio Cabral Filho

Nesse mar
de remar

sem destino
quero ser menino

pra rumar ao léu
meu barco de papel.

Antonio Cabral Filho
http://letrastaquarenses.blogspot.com.br

 

 

Voo da Inocência

Marise Ribeiro

Sou barco ao sabor das ondas do mar
Velas coloridas pelo vento sopradas
Sou marinheiro nesse mundo a navegar
Ou pirata de riquezas roubadas.

Sou carro de polícia, de bombeiro
Furando o trânsito, sirene alta...
Sou caçador de tiro certeiro
E medo do escuro não me falta.

Sou jogador driblando e fazendo gol
Comemorando feliz a vitória...
Super - herói invencível também sou
Até soldado marchando para a glória.

Astronauta serei quando crescer
Pra chegar feito aquela pipa ao céu
Ou um príncipe que virá oferecer
Ao dedo da princesa seu anel.

Sou pássaro conquistando o azul sem fim
De que a vida não ceifou a esperança
Sou ainda uma inocente criança
Voando na imaginação... dentro de mim.

www.mariseribeiro.com

 

 

BRINCADEIRAS DE CRIANÇA

Marcial Salaverry

Brincadeiras de criança,
algo que minh'alma balança...
Uma na mula, rodar pião,
faz bem ao coração,
futebol, voleibol, melhora o físico,
não deixa ficar tísico...
Ver o rabinho do vaga - lume piscando,
enquanto estamos brincando,
e idéias vão surgindo,
e as nuvens vão a lua encobrindo...
Vai ficando escurinho... Cadê lua?
Tá brincando de dono da rua...
Vem menininha,
vamos pular amarelinha...
Pego minha peteca,
e você sua boneca...
E quando a gente se cansar,
vamos por aqui parar,
e começar a brincar de namorar...
Deixei na tua mãozinha pegar...

 

 


Sonia Salete

Voa minha criança...
O caminho está aberto
A vida te espera!

 

 

A CASINHA DE BONECAS

(Yara Nazaré - 28/05/2001)

Menina da cirandinha
Onde está o meu anel?
Corre e pega a pipa azul
Que a voar me faz lembrar
Da luz dos pirilampos
Da infância de pudores
E da Primeira Comunhão!

Olhava para o céu da noite
Contava estrelas uma por vez
Via a lua do belo guerreiro
Que de mim não se afastava
Pisava na grama molhada
Corria na chuva dourada
E no colo da fada madrinha
Aconchegava-me feliz a sorrir!

Sentava no banco da praça
Esperava o trem na estação
A soltar a fumaça prateada
E sem o hábito das horas
Deixava o tempo passar.

No coreto da linda praça
Ouvia a Banda tocar
Era o passeio das tardes
Alheia ao momento seguinte
Pedia ao Anjo da Guarda
Para de mim e de ti, cuidar.

Da casa mal-assombrada
Não gosto nem de lembrar
Ai que medo eu sentia
Mais que depressa passava
E nem na calçada pisava.

Mas na casinha da boneca
De sorriso lindo e matreiro
Com seu olhar tão faceiro
Que espelhava aquele lugar
Como eu gostava de ficar lá
E tanto me faz lembrar.

A minha casinha de boneca
Era grande e cor-de-rosa
Com janelas abertas ao vento
Lá passei sem querer afastar
Belos momentos, brincadeiras,
Sonhos, alegrias e fantasias.

Quanta recordação...
De um tempo que já se foi
Quem me dera voltar lá!

 

 

*Quiero volver a ser una niña*

Libia Beatriz Carciofetti // Argentina
( original)
Quisiera volver al tiempo de ayer
y por un momento ser niña otra vez
correr tras del viento ,
y que no me alcance
jugar a la escondida ,
con el chico del almacén
esconderme y asustarlo,
al descubrirme después
quisiera reírme y llorar a la vez
sin tener motivos, sin saber porqué.
Soplar panaderitos
y verlos volar después
como copitos de nieve
¡Que hermosa niñez!
Hoy los chicos no entienden
muy bien lo que es
ya nacen adultos,
y yo nunca quise crecer.
Por eso me gustaría
ser niña otra vez
y dormirme en brazos,
cual si fuera un bebé .
Pero los años no perdonan,
y es muy triste crecer.
¿Será tal vez por eso
que los ancianitos
se vuelven como niños ?
¿Porque les disgusta crecer???
Alguno de ustedes
¿No sinte lo mismo?
Si me dicen que no, yo les creeré
porque no tuvieron la infancia
que todos deben tener...
Ser cuidados, respetados, amados
y nadie tiene por qué,
robar la inocencia a un niño
¡NADIEEEEE!
¡ME ENTIENDENNNNNNNNN!
NADIEEEEEEEEE!
Puede pasar sobre de él...
*UN NIÑO ES EL PARAÍSO DE DIOS EN LA TIERRA*

Libia Beatriz Carciofetti // Argentina

 

 

Versão em Português

( Mary Trujillo)
*Queria voltar a ser criança*
Libia Beatriz Carciofetti // Argentina


Eu gostaria de voltar ao passado
Para ser novamente uma criança
perseguindo o vento,
e, que não me alcance
ao brincar de esconde-esconde,
com o menino da loja,
Para me esconder e assustá-lo,
Assim que o encontrar
Quero rir e chorar ao mesmo tempo,
sem motivos, sem saber porquê.
Jogar bola
Com os meninos também
E ouvi-los murmurar...
Cuidem dela! Ela tem ferro nos pés...
Soprar peninhas e vê-las voar assim
Como pedacinhos de neve...
Que bonito!
Hoje... os meninos não entendem
O que é certo.
Já nascem adultos,
E... eu... não queria crescer.
Por isso, gostaria de
Ser uma CRIANÇA novamente.
E dormir nos braços...
Como se fosse um bebe.
Mas a idade não perdoa,
E, é triste crescer.
Talvez, seja essa a razão...
Dos idosos voltarem a
Ser como crianças?
É porque eles não querem crescer?
Como alguns de vocês...
Não é mesmo Synth?
Se disserem que não, acho que é porque
Não tiveram filhos
Todos deveriam ter...
Ser cuidados, respeitados, amados.
Como roubar a inocência de uma criança?
Ninguém pode!
ENTENTENDAM!
NINGUÉM!
Ninguém pode passar sobre "Ele"!
* UMA CRIANÇA É O PARAÍSO DE DEUS NA TERRA*

Libia Beatriz Carciofetti // Argentina

Versão em português:
Mary Trujillo

 

 

A criança em mim...

Angela*Poesi@

A criança que existe em mim..
Ainda acredita nos sonhos...
De um pais melhor...
Sem fome e sem sede de justiça...

Onde nossos filhos e netos...
Possam brincar nas ruas sem medo...
E a esperança que em mim existe...
Possa também estar em cada rosto...

Com a mesma inocência...
Que existe no rosto de uma criança...
E no sorriso a felicidade...
De um mundo melhor...

Brasília 31/08/2013

 

 

 CRIANÇAS

Humberto Rodrigues Neto.

Aqueles que em descrenças se consomem
não julguem mortas as suas esperanças,
pois pra mostrar que ainda crê no homem
Deus vai enchendo este mundo de crianças!

 

 

CRIANÇA

Clara da Costa

Criança,
no olhar a esperança
no seu sorriso constante,
nos atos, a perseverança.

Crescemos,
a esperança se desfaz,
o sorriso se esconde,
o coração torna-se amargo.

Viver é não perder o sorriso,
não perder a esperança,
é seguir com fé.

Viver,
é despertar a criança dentro de nós,
é rejuvenescer o nosso coração.

www.saiadotom.com

 

 

Minha criança

Cida Maia Oliveira

Minha criança, da vida és meu hino.
Tu és o meu mundo, minha paz e alegria!
Teus olhos adoro, sorriso ladino,
Encanto de todos é a tua euforia!

Terna criança, flor do meu jardim...
Pureza, alento, nossa felicidade.
Motivo deste amor sem fim,
Mais tarde, só deixarás saudade!

Linda criança, ainda não és jovem
És brilho do sol, carmim em botão;
Tu tens um olhar que às vezes comove,
Estarás sempre no meu coração!

Doce criança, presente dos céus,
Esperança da terra que estou a pisar;
Encanto, magia, pureza sem véus,
Minha criança, eu te quero ninar...

 

 

SER CRIANÇA

Arai Terezinha Borges dos Santos

Criança! Dá dois passinhos à frente,
Que num só eu chego atrás.
Tu corres tanto e não se cansa,
Eu só ando e ainda canso mais.


Criança, teu sorriso é melodia,
Tua voz, sete notas numa só.
Precisei viver tanto para chamar-te neta,
Viveu tão pouco e já me chamas de avó.

Teus brinquedos, uma linda profissão.
Teus rabiscos uma verdadeira história.
Folheia um livro como se soubesse ler,
E vai repetindo o que já sabe de memória.

Quando choras, não traduz tristeza;
É um desconforto que coloca pra fora.
Mas se alguém te mostrar um chocolate,
Dá um sorriso e nem vê o choro ir embora.

Dessa criança, todos têm um pouco.
Pois é a primeira fase da vida.
Quem vive muito vai acrescentando outras,
Relembrando aquela que foi a mais querida.

 

 

SOU CRIANÇA!

Anna Peralva

Sou menina travessa que usa trança,
meu mundo é um castelo encantado
rodeado pelo verde da esperança.

Lá, a liberdade vem de um passarinho,
as crianças vivem em brincadeiras
e cansadas... Voltam ao calor do ninho.

Também não conhecemos a violência,
a fome, frio ou a falta de amor.
Pois seres de boa vontade exercitam a consciência.

Tenho sonhos que conto para a lua,
ela sorri faceira, cheia e prateada
e os espalha em brilho no meio da rua.

A minha criança vive eterna em mim
e preenche minh'alma de alegria.
A vida é pura energia, serei magia até o fim!

 

 


QUANDO EU ERA UM PETIZ

Ógui Lourenço Mauri

No seio materno, saciei a fome
Da carência orgânica e calor humano.
Do colo de minha mãe, eu não me engano,
Comecei a ter Deus e a tudo em Seu nome.

Via em meu pai o maior homem do mundo,
Sentia-me forte em sua companhia.
Igual a ele, esperava ter, um dia,
Veio moral inesgotável, fecundo.

Mas a infância se foi e meus pais também...
O povo tateia entre paz e insulto!
Não sei se agora compensa ser adulto,
Detido em minha própria casa, um refém.

Ganhei na vida mas perdi na vivência,
Nada se compara à minha meninice.
Assim como um poeta certa vez disse,
A idade adulta tirou-me a independência.

Quando eu era petiz, vivi a bonança
Do sorriso do amigo, do amor dos pais.
Da vida segura, que terei jamais...
Quem dera eu voltar aos tempos de criança!

Catanduva (SP), 31 de agosto de 2013.
Ógui Lourenço Mauri

 

 

Ser Criança

Candy Saad

Ser criança é andar descalço
Pular amarelinha
Ser criança é rir e chorar
É ser livre!
É sonhar!
É sorrir para o sol
É contar estrelas no céu!
Ser criança é ser uma flor
desabrochando para a vida...
Ser criança é voar no universo
Fazer um verso
Deixar gravado num arco íris
que também fomos criança um dia.

Recanto das letras em 01/09/2013
Código do texto: T4461301

 

 

SER CRIANÇA

Heloisa Crosio

Quisera voltar a ser criança
nem que fosse por um dia.
Brincadeiras na calçada...
Era somente alegria...

Pique -esconde, cabra cega,
bola ao alto,pula corda...
bicicleta...
Em uma despreocupada folia!

Quizera voltar a minha infância
De mundo alegre e colorido,
onde o futuro está tão distante,
E as saudades ainda não existe!!

Quisera ouvir novamente minha mãe dizer:
Menina vê se sossega!!
Parece ter no corpo bicho carpinteiro!
Se comporte, ande direito!

Quisera novamente
esperar meu pai no final da tarde
e sua maleta carregar.
Ainda posso me ouvir dizer:.
Hum... que cheiro de medicina!!!!!

Quisera o tempo voltar...
e poder muito mais aproveitar...
Que saudades dos meus belos dias
De ser criança..

Heloisa Crosio
Ribeirão Preto/SP

 

 

ATÉ VOCÊ CHEGAR

(para minha filha)

Paulo Franco

Se os passarinhos cantavam
e as florezinhas sopravam
seu perfume no ar,
não sei.
Eu nunca reparei,
até você chegar.

Se abelhas faziam mel...
Se havia estrelinhas no céu
e peixinhos no mar...
não sei.
Juro que não notei,
até você chegar.

O céu não era tão azul,
até você chegar.
E não havia o cruzeiro do sul,
até você chegar.

E eu que jurava não ter
mais nada para aprender
a respeito de amar...
Nem sei:
chego a pensar que não amei,
até você chegar.

 

 

Ser Criança

António Barroso (Tiago)

Ouço risos de alegria
Por entre hinos de esperança,
Pedaços de poesia
Na boca de uma criança.

E mostra tão puro olhar
Essa criança que ri,
Que julgo vir do altar
Onde Maria sorri.

A criança vai brincando
Com um rosto tão risonho,
Que parece estar voando
Nas asas dum lindo sonho.

E eu, neste mundo bem louco,
Onde falta a confiança,
O que desejo é bem pouco,
Voltar atrás, ser criança.

Parede - Portugal

 

 

Que Criança Sou Eu

Clara Lúcia Leite de Araújo

Nasci criança
(Todas nascem.)
Nem vi o tempo passar
E já era adolescente...
Já era adulto...
Virei gente.
(É o que todo mundo pensa.)
Mas o tempo foi passando
E da criança me esqueci.
No embalo da vida,
Aos poucos fui perdendo
Do muito que eu vivi.
E então, bem lentamente,
Sem perceber,
Não é que me transformei,
Novamente, na criança
Que hoje está aqui!

Clara Lúcia Leite de Araújo
Timóteo/ MG/ 2013

 

 

A CRIANÇA É O FUTURO

Mifori

É com olhos inocentes
que nos vê toda criança;
do futuro são sementes,
recheadas de esperança.

Sempre é dia da criança,
tanto rica como pobre;
nela reside a esperança
de um futuro belo e nobre.
Se o que faz, gera lembranças

não aquilo que se diz,
muito aprendem as crianças
como um imberbe aprendiz.

 

 

Mundo Mágico

Silvia Giovatto / faffi

Crianças, este mundo é de vocês,
um mundo de sonhos, de fantasias e quimeras.
Um mundo encantado...
onde nas margens dos rios, brotam flores do campo,
no azul do céu, nuvens brancas fazem evolução,
formando imagens de deuses distantes.
Onde um arco-íris aparece, depois de uma tempestade,
colorindo o céu de lado a lado.
Onde crianças brincam, pássaros cantam e encantam,
onde flores embelezam os jardins e os campos.
Este é o mundo da tradição, do amor e da paz.
Este é o mundo que Deus criou, abençoou,
e ofertou à vocês crianças, aproveitem esse presente
e sejam felizes, sempre!

 

 

Criança

Augusta B.s

Fui uma criança ,
usava tranças, brincava de esconder.
Continuei criança,
abandonei minhas tranças.
Não sou mais criança,
brincava e acreditava.
Hoje brinco de esquecer.
Cadê minhas tranças!
Onde está minha criança!
sabia que esquecia.
Hoje esqueço que esqueço.
Resgatei sem querer,minha criança.

 

 

ESFERAS DE VIDRO.

BADU

Por vezes juntava minhas mãos pequenas e despercebido esquecia da oração, enquanto meu pensamento me transportava na emoção.
Lançadas ao alto, as pequenas esferas de vidro buscam a maior proximidade da reta demarcada na terra, com os olhos atentos dos meninos e um único sorriso de quem venceu.
Arremessadas com a violência necessária, o impacto as retira do círculo, respeitando as regras agora elas lhe pertencem.
Na rua descalça, a terra umedecida de tintura natural, suja nossas roupas por igual.
Menina bela que passa, arrancando as pétalas de uma flor em brincadeira de mal-me-quer, cada qual menino acredita que o bem-me-quer seja para ele.
Minhas palavras repetem por vezes, as mesmas frases a cada noite e despercebido novamente me projeto na tarde que passou.
Na caixinha de madeira rude, guardo as bolinhas de gude, que ganhei no jogo com outros meninos.
Deus! Por quantas vezes me perco na oração e encostado na cama vou deslizando meu corpo e adormecendo no chão...
Dias que findam muito rápido, onde temos uma única ambição, as esferas coloridas de nosso divertido jogo de meninos.
As mesmas palavras que nos ensinam perduram por tempos, e o Deus é o mesmo que perdoa, quando meninos adormecem e da oração se esquecem.
A vida parece repetir as mesmas coisas da infância, quando abrimos a janela pela manhã deparamos com outros rostos de crianças.
Agora nas ruas calçadas, meninos continuam descuidando das roupas limpas, com as mãos abertas esperam esferas de vidro lançadas ao alto, caírem como vitórias, estampando novo sorriso.
Fechamos a janela e os olhos, deixamos de viver e de ser criança.
Deus! Sou outra vez menino, vagando distraído na oração, perdido em colorida magia de transparentes esferas de vidro.

 

 

Yasmim

Marcos Milhazes

Digam-me!
Quem na vida, nunca conheceu uma flor de criança
Bem, eu conheci uma
Entre serras e mar azul
Hoje a menina de cabelos dourados e olhos de céu
é uma adolescente.
Então, quem conheceu uma flor, nunca esquece seu
perfume
Ah, o nome dela.....
Dá uma olhadinha abaixo

Yasmin

Estava sentado a beira de um riacho
Veio uma brisa maliciosa e cheirosa
E se esfregou em mim
Foi quando me lembrei de você
A anjinha com cheirinho de jasmim e olhinhos de céu

Quando olhava para a serra, como brilhava
Tão bela!

Sempre arisca e sapeca
Segurava a ponta do vestidinho na prosa
Quando brincava nas danças de roda
Bem em baixo da Lua

E se a natureza me permitisse
Rogaria aos céus em forma de acalanto
Pediria a Lua esse alento
Que deslizasse nas águas até as minhas mãos
Como num encantamento

 

 

DIA DE QUALQUER CRIANÇA

Luiz Gilberto de Barros – Luiz Poeta

Hoje é dia da criança,
mas criança é todo dia,
não só criança limpinha,
engomadinha e sadia...

Mas a criança sujinha,
magrinha, passando fome,
criança que pede esmola,
criança que nem tem nome.

Criança sem pai e sem mãe,
sem casa e sem escola,
criança chutando lata,
fazendo lata de bola.

Hoje é dia da criança,
mas que dia mais sem graça...
com tanta criança triste
dormindo num banco de praça.

 

 

CRIANÇA, GRANDE ESPERANÇA

Maria José Zanini Tauil

Criança é obra de arte
Perfeita do Criador
E traz muito do artista
Nos traços e na energia

Transforma em movimentos
Imagens paradas
Contribui para a construção
De um mundo mais fraterno

Criança lembra
O Reino do Céu
Um paraíso de anjos
De cores e faces

Alegres e diferentes
Crianças estimuladas
Aprendem a confiar
Crianças em segurança

Desenvolvem a fé
Experimentam o equilíbrio
E tornam-se justas

Crianças muito amadas
Desenvolvem todo o amor
A todos os seres do mundo:
Plantas...animais...pessoas

É o desabrochar
Das sementes de Deus!
Graças te dou, meu Senhor
Porque te revelas
Em gestos humanos

E mostras tua ternura
Nos pequeninos que amamos!

 

 

Ser Criança

Ricarda Maria Leal Alvim

Ser criança é rodopiar num céu encantado,
solto no ar, inquieto, molejo que não sossega.
Ser levada faz parte de seu tempo ensolarado.
Suas gargalhadas são sempre felicidade, entrega.
Não vacila, é alado o seu buliçoso pensamento.
Seu rostinho reflete oração dentro de sua vivência.
Em sua escada mágica constrói o seu momento:
mundo lambuzado com o açúcar da inocência.
Escorrega na relva macia, suja a roupa de terra.
Segue a luz que se espalha em qualquer caminho
coberto com pipocas e algodão doce, jamais erra,
sempre a conduz a um jardim repleto de carinho.
Busca as verdades que moram em seu universo,
luz na alma para que não fique perdida na estrada
da triste violência que é sem rima e sem verso.
Criança precisa ter presença e ser muito amada.
A ordem hoje é desarmar o mundo que a rodeia,
brinquedos hoje, amanhã serão armas lá fora.
Irão criando guerra que fere, mata, incendeia.
É preciso gera amor na vida da criança, agora.

Ricarda Maria – Miracema - RJ

 

 

O Melhor da vida são as crianças

Jorge Humberto

O melhor da vida são as crianças
Brincando sua infância
São tão cheias de mil esper'nças
Que não há nelas vil ganância.

Gostam de partilhar com seus amigos
Os brinquedos que ganharam.
Altruístas não criam nunca inimigos
Que seus segredos já saldaram.

Nas suas ilusões querem ser de tudo:
Astronautas... argonautas...
Não têm pra ninguém um silêncio mudo
E aprendem co as suas faltas.

Ainda não contaminadas p'la sociedade
A todos se entregam e se dão...
Com a humildade de sua tenra idade
Abrindo as portas de seu coração.

E desenham pequenos pontinhos
Que são os seus queridos pais.
E até os seus dilectos e reais vizinhos,
Elas traçam na folha mais e mais.

Sempre de sorriso no rosto - encantam
E vê-las falar a todos espanta.
Gostam de estudar e aos pássaros cantam
Quando o sol ao longe se levanta.

Bem cedinho compreendem a amizade
Que elas guardam com carinho.
E vivem a vida com grande intensidade
E dos amigos vivem pertinho.

E quando o sol lhes bate bem defronte
Parecem-se com anjos loiros.
E têm o cariz que se realça na fronte
E asas nos braços seu lindo tesoiro.

Jorge Humberto
Portugal

 

 

MINHA INFANCIA

Mavi Lamas

Na grama, em frente ao terraço
A menina que eu era, deitava e contava as nuvens
Rostos, pássaros, animais, flores
que o vento arrumava e desarrumava ás mutações tantas
Amava as plantas na horta
O mato verde cheirando... As flores lindas coloridas..
Nunca mais vi flores como aquelas
E lá naquele fim de mundo onde a gente morava
A terra era um vasto celeiro de amor...
Havia um pai,duas irmãs, tres irmãos
Uma mãe suave e silenciosa
E uma empregada chamada Antonia
Que nada possuia de rude
Era a doçura com quase dois metros de altura de figura negra
Vivia a nos contar histórias, a nos plantar fantasias
E a nos fazer as vontades

Na monotonia serena dos dias
A presença do amor era natural e evidente
Coisas e pessoas nos seus lugares
E estando ali para querer e serem queridas
E foi aí que me familiarizei com as borboletas
Das mais variadas cores e matizes, asas de diferentes formatos
Que se refletiam nas luzes com suas faces multicores
E extasiada com tamanha beleza
Comecei minha trajetória de encontro ao mundo dos sonhos
E foi aí que me perdí neles...

E dizia...queria ser flor quando eu morrer
Flor não. Abelha. que voa e vê as coisas
Ou então passarinho voando também
voando só, bem no alto, lá em cima mesmo,
Prá ninguém botar em gaiola
A boniteza só de longe....
Era pequena então embora não saiba
Nos meus anos essa chegada
Me vejo tão pequena pelos poucos anos de vida e pelo tamanho

E como não podia viver meus sonhos
Entendí : Se queria preservar meu amor
Tinha mais que sofrer calada
Diria ao contrário : que de pessoas sonhadoras
Carece nossa pouca disponibilidade
Nossa parca fé na vida
E em nossa capacidade de amar...
Prova de que Deus
Ainda não perdeu a fé em nós
E continua insistindo...

 

 

SER CRIANÇA

Paulo Silveira de Ávila

Lua...
Dá-me o olhar daquela criança,
foco que transluz como a pureza do cristal,
vida e luz.
Teu sorriso irradia a beleza do coração,
é delicado e matizado como as rosas serenas.
Como me emociona sua suas brincadeira,
ora menino arteiro, teimas como criança,
ora sensato, ponderado, na cabeça mil sonhos,
às vezes inocentes, às vezes carinhosos.
Presença serena, música e canção,
reluzindo na sua alma criança.
Com sua pena rabisca as primeiras letras,
são bilhetinho de Natal,
na tranquila beleza, há uma singular alegria
que é o esplendor de seres criança.

 

 

Menina

Graça Ribeiro

Em algum lugar do passado
Encontro a criança que fui.
Menina encolhida no sonho.

Menina cuidando da casa
Buscando água na bica
Passeando com os irmãos.

Menina brincando de circo
Pensando ir pra bem longe!
Onde os sonhos se realizam.

Menina que andava na chuva
com os pés descalços
e a alma nas estrelas.

[Em algum lugar do passado
a vida passou tão depressa]

A menina em mim é presente
Ainda vejo em suas margens
As imagens doces de um rio

 

 

CRIANÇA

Joao Coelho dos Santos

Tu, criança, que és um milagre da vida
E vives contente como um pardalito,
Passeias pelas estradas do céu
E reparas que as estrelas que agora brilham,
Depois desaparecem e renascem.

Por entre sons lentos de lira,
Solta tua vozinha cativante
De sonoridade diáfana,
E aprende a ciciar numa oração,
A doçura de uma Ave-Maria.

Um dia, mais tarde, talvez ouças
Plangentes gemidos de flauta.
Verás então, criança, como é difícil,
A humanidade construir
Uma fortaleza de santidade

Como é a tua de agora.
Olha em teu redor e, em adoração, vês
Tua família que, como o piano,
É belo enquanto tem todas as teclas.

Envolto em onírica panóplia de aventuras futuras
Sonha sempre teu sonho de criança
E o imenso céu será sempre teu!

 

 

"Ser Criança..."

É trazer no coração a pureza,
nos olhos a inocência e o brilho da alegria...
Nos lábios um sorriso cheio de beleza,
confiante que nada disso mudará, um dia.

É não se importar com a chuva que cai,
e mesmo molhada, continuar sob ela brincar...
É gostar de brincadeiras, do dia que vem e vai,
e do vento, para a pipa no alto soltar...

É ter sonhos e poder sonhar...
Livre das preocupações da vida,
com direito a sorrir, mas também chorar
e ter o colinho da mamãe querida ...

É ter a alma de um anjinho,
capaz de com sinceridade amar,
dar a todos o seu carinho,
sem nenhuma mágoa guardar...

Enfim, é conservar no peito,
a fagulha do amor que Deus lhe deu ao nascer.
Mesmo que passem os anos, conservá-la de qualquer jeito,
pois assim, a alma da criança não vai morrer...


Rita de Cássia Rodrigues
Cássia (La Femme)

Tocantins -MG

10/09/2013

 

 

Criança

Trago no sonho a esperança
No sorriso, a melodia, qual
Alma vibrante, do aconchego
Ao doce prazer. Ternura que
Afaga, no teu colo me derreto.
Sou teu anjo, tua essência, teu
Complemento...Tua criança, o
Mimo que a vida te ofertou.

Maria Aranilda de Araujo

 

 

Simplesmente Criança...

Paulo Nunes Junior

Se pudesse pedir algo aos anjos pediria para voltar ao tempo,
Poder percorrer campos, colher frutas, brincar entre todos...
Amanhecer sorrindo, dormir exausto pelas travessuras,
comer pipoca escondido, pastel de feira, paçoquinha.
Pegar o animal abandonado na rua
colocar no carrinho de feira e trazer para casa...
Queria poder voltar
para falar mais uma vez ao meu pai e a minha mãe...
Olha, amo vocês!
Queria voltar...
Para poder pedir aos amiguinhos da infância,
que continuassem a meu lado durante o caminhar da vida...
Neste tempo onde a pureza tocava-me sempre a alma...
Construir castelinhos (que imaginava não poderem ser destruídos.)
Um tempo onde não me deparava com tanta violência, com tanta dor...
Em que podia abrir a ‘lancheira’ e dividir com o amiguinho que me pedia,
receber dele o mesmo carinho...
Um tempo onde os que me cercavam
não queriam saber se meus pais tinham posses, títulos ou posições...
Um tempo onde podia ser amigo da menina e do menino
sem malícia nenhuma, apenas a troca de um grande carinho...
Ah, queria voltar ao tempo...
Corrigir meus erros,
Procurar viver intensamente cada minuto de minha infância,
perpetuar estes instantes mágicos;
Que a gente só depois de muito tempo...Vê com saudades...
Ah, se pudesse...

 

 

Quero ser

Marlene B. Cerviglieri

Quero ser criança novamente,
A que existe em mim esta muito triste
Não há mais brincadeiras, jogo de bola
na rua ou pular amarelinha!
Quero boneca e panelinhas
Brincar de família
na calçada mesmo sozinha
Pular corda de verdade jogar
bolinhas de gude ou fubecas sei lá
Até mesmo de saquinhos
Deixa eu ser livre ter minha liberdade
Deixa eu ser criança outra vez!

 

 

CRIANÇA CRIANÇA

Sueli do Espirito Santo

As crianças são a doce ingenuidade
não mentem, amigos da sinceridade
são elas verdadeiros seres divinos
que nos distribuem somente a alegria
a todas dedico esta simples poesia
para as meninas e para os meninos.

 

 

Sonho de Criança

J.R.Cônsoli

Sonhei um dia na roça
que estava numa palhoça
de um grande canavial...

O sol brilhava garboso,
eu ouvia um som manhoso
que vinha lá do quintal.

Corri muito preocupado,
atravessei o gramado,
e em pouco lá chegava.

Em cima de uma porteira,
quase caindo da beira,
uma piorra girava.

Tinha um som metalizado,
com tons de alaranjado,
não era coisa daqui.

Fui logo correndo pra casa,
como se eu tivesse asa,
para contar logo o que vi.

Mas assim que lá cheguei,
pessoas não encontrei,
a casa estava vazia!

No limiar do horizonte,
luzes brilhavam aos montes,
um festival parecia...

A piorra era um aviso:
que o que o mundo criasse juízo,
era preciso mudar.

os homens compreenderam,
as mensagens acolheram,
sem mesmo pestanejar.

Pela janela olhando,
eu vi pessoas chegando
cantando suas raízes.

Percebi que a nossa Terra,
enfim livrou-se da guerra,
havia paz nos países.

O mundo todo sorria,
com a festa de alforria,
dos povos e das nações.

E no mundo ora criado,
todos brincavam encantados,
com seus sonoros piões.

 

 

CIRANDA DE TROVAS – TEMA CRIANÇA

Filemon F. Martins

NO TEU SORRISO, CRIANÇA,
VEJO O MAIS BELO PERFIL,
PORQUE TU ÉS A ESPERANÇA
DO FUTURO DO BRASIL.

CRIANÇA ÉS FLOR, ÉS BONANÇA
ESPARGINDO LUZ E AMOR,
PORQUE TRAZES A ESPERANÇA
DE FUTURO PROMISSOR.

CRIANÇA, TEU SORRISO É TUDO,
TRAZ UM BRILHANTE PORVIR,
SE AMPARADA COM ESTUDO,
O MUNDO VOLTA A SORRIR.

QUE O TEU FUTURO, CRIANÇA,
SEJA DE LUZ E ESPLENDOR,
VISLUMBRE DE CONFIANÇA
NO MUNDO DO DESAMOR.

 

 

UM ANJO CRIANÇA

Odir Milanez

Eu sou criança e sei que só preciso
de paz e mais espaço onde consiga
seguir sonhando um sonho que me siga
incentivando a sorte de um sorriso.

Eu sou criança e falo de improviso
sem pensar no que digo. E o que eu diga
não tem maldade alguma, foge à intriga,
e nem pesa nos passos onde piso.

Criança que de um lar vive à procura,
que sonha céus no chão da noite escura,
que da fome e da sede faz arranjo.

Pecando os meus pecados de alma pura,
eu sou do Criador a criatura,
e enquanto for criança eu sou um anjo!

JPessoa/PB
14.09.2013
oklima

 

 

CRIANÇA

Isabel Passos

É pura como cristal;
É linda flor em botão;
Sua inocência é natural
Enlevo do coração.

Porém, tal preciosidade
intacta não ficará.
Passam os anos e, a idade
a criança mudará.

Por tal razão, é importante
a meninice reter,
fazer dela cooperante
da fase adulta, no ser!

 

 

MEU MENININHO

Susana Petraglia Kovalczuk

Te sinto tão só querido menininho
Com um olhar triste segue o seu caminho
Na espera do carinho que aqueça teu coração.
Te vejo dolorido, incompreendido e triste
Voltado pro teu mundo silente e dividido
Sem saber porquê vai vivendo de roldão.

Quero ajudá-lo meu menininho triste
Dar-te atenção, aconchego que consiste
Em ver-te feliz sorrindo onde for.
Sinto-me impotente sem poder resolver
Despertar, sacudir e fazer ver
Que precisas de afeto e ser aceito com amor.

Menininho querido que é um pouco meu
Quero por alegria e beleza no que é teu
Para crescer centrado e enfrentar a vida.
Ser jovem garboso, alegre e imponente
Vivendo suas fases seguro e contente
Para nunca mais olhar-te comovida.

Quero para ti um mundo fácil e lindo
Que Deus nos abençoa ao te ver sorrindo
Pois conseguirei aquecer tua alma fria..
Vou procurar preencher teus pensamentos
Com acalanto e deslumbramento
Para enfim ver-te sorrir todos os dias

 

 

Menina Travessa

Rose Arouck

Saia rodada
menina levada
laço de fita
meia rendada.

Lêlê de olhos de jabuticaba
espia a mãe pindurando roupa no varal.
Sobe no muro,
cai da escada...
Vira cambalhota no meio do quintal.

Joga pra cima a bola de borracha,
corre sem rumo, anda sem prumo,
lindamente no mundo encantado, ela se acha.

Bam ba la lão
Não tem medo de água nem de sabão.

Lida com a vida feita de brinquedo;
senti no íntimo muita coragem, sem medo.
É uma menina audaz
feliz nos oito anos que traz.
Que seu sorriso não se apague jamais.

 

 

Criançando...

J.J. Oliveira Gonçalves

Criança - Riso de Deus
Com Ternuras de Maria...
Nestes ledos versos meus
Venho saudá-la, em seu dia!

Criança - Ponto de Luz
Na cidade e na favela...
Alegria de Jesus
Da Existência a Flor mais bela!

Me vejo - em cada criança
Quando eu era um curumim...
E abraço cada Lembrança
Ai, com Saudades de mim!

Porto Alegre, 15 de setembro/2013. 14h35min

 

 

SONHOS DE CRIANÇA

Nelson Fontes Carvalho
Amora == Portugal

"De todos os presentes da natureza para a raça humana,

o que é mais doce para o homem do que as crianças
E.Hemingway

"A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes."
Oscar Wilde



Foi feliz meu viver em anos passados,
Na idade que vivi com minha santa mãe,
Não conhecia o mundo, nem tinha pecados,
Todos eram bons, limpos, cheios de bem!

Eu vivia os meus dias despreocupados,
Minha escola não abrangia mais além,
Até que abri os olhos, que estavam fechados,
Fui vendo toda maldade que o mundo tem!

Nada era como pensava, quando criança
Pouco a pouco, todos sonhos sofriam mudança,
Tudo se dissipou em trágicos temporais…

Que mostrava dó entre outros horizontes,
A vida é séria, nada tem de sonhos insontes,
E não as caricias ou conselhos maternais!

 

 

SONHO DE CRIANÇA

Edilson Menezes/Edmen

Quando a meiguice do olhar infantil se faz esperança de sonho realizar,
Os anjos brincam na inocência do coração criança,
Num alegre e calmo bailar.

Num cantinho do céu,
Idolatram a doçura da criança,
Fazendo resplandecer a fé,
O amor e a esperança
No alvorecer das eras vindouras,
Como fossem campos e lavouras
Semeando novas gerações,
Em tantos lugares,
Em todas as nações.

As flores,
Como pomares de amores,
Desabrocham num cântico melodia,
Onde a criança se faz majestade,
Princesa em alegria.

Na meiguice do coração infantil,
Embelezam cantares,
Florescem lindos pomares,
Recanto de um encanto
Em um céu cor anil.

Ali bailam serafins,
Dançam querubins no mundo da criança...
Os templos cantam louvores,
Enternecem corações,
Nas linhas dos horizontes,
Transpassam serras e belos montes, florescendo, renascendo uma nova
Fé na esperança,
Olhar infantil dessa amada, idolatrada linda criança.

 

 

O QUE SÃO AS CRIANÇAS:

Nelson Fontes Carvalho

"As crianças acham tudo em nada,
Os homens não acham nada em tudo. "
Giacomo Leopardi

"A criança é a consagração da vida."
S. Poniazem

A criança é alegria como o raio de sol e estímulo como a esperança."
Coelho Neto

São beija-flores que adejam
Sobre os nossos corações,
E com magia os transforma
De gelados em vulcões!

São rosas de odor suave:
São jardins d’arte e primor,
Aos quais zelam um jardineiro,
Que tem um nome de…Amor!

São gotas de puro orvalho
Brotadas pelos santos céus,
São arbustos delicados,
Que protege a mão de Deus!

São painéis bem decorados
Co’a mais graciosa matriz,
E fazem que a vida humana,
Seja muito menos infeliz!

São astros de puro brilho
Que reflectem sobre nós
Têm encantos de ventura
E sua argentina voz!

São estrelas matutinas
Que a aurora nos vem trazer,
Dissipando as negras trevas,
Da tristeza e do sofrer!

São fadas que nos encantam
Com invisível condão,
E nos guardam sabiamente,
As chaves do coração!

São anjos que vêem à terra,
Pra os mortais animar;
São as crianças as que ensinam,
Os nossos peitos amar!

Como é triste o céu nublado,
E sem flores um jardim!
Pois sem crianças este mundo,
Seria também assim!”

Vivei entre nós anjinhos,
Vivei pra nós remir:
O vosso amor nos adoça,
O mais amargo porvir!

Nelson Fontes Carvalho
Amora Portugal

 

 

Criança

Maria Aranilda de Araujo

Te esculpi num bailar...
Dois corpos a dançar
O amor. Segredos...Almas...
Sementes...De vinha e luz...
Flama divina, amparada
Sob o meu olhar. Essência
Vida...Anjo...Criança...
Canção de ninar...Poesia...Amor

 

 

CRIANÇAS

Ceres Marylise

Deixem-me abraçar-lhes
para compensar a ausência
do amor materno.
Deixem que as asas do vento
lhes leve o calor de minhas mãos
par aquecer-lhes nas noites de inverno.
Deixe que eu deslize
meus dedos em seus cabelos
como o primeiro raio de esperança

 

 

Criança

Susana Petraglia Kovalczuk

Para a criança todas as noites são claras,
Seus dias e noites são de luz.
Está sempre em busca de algazarra,
Porque assim é o mundo que as conduz.

Espia o sol e ouve o vento que murmura,
E gosta da brisa que acaricia seu rosto.
Corre, pula, canta com muito gosto
Com a alma cheia de alegria e de ternura.

Vê nos jardins as flores que a encanta,
Ouve o farfalhar das folhas, deslumbrante
E o canto dos passarinhos a acalanta.

Copiemos às vezes esta inocência esfuziante,
Despertemos a criança que em nosso coração habita.
E seremos adultos felizes por muitos instantes.

Curitiba 13/o9/2013

 

 

 Dia da Criança

Sonia Nogueira

Não pediste para nascer, criança
Mas, pediste pra viver e ser feliz,
Ter saúde e cultivar esperança
Abolir da infância a palavra infeliz.

Na mesa alimento à sobrevivência,
Educação, moradia em lei impressa,
Nos passos a firmeza sem carência,
Do carinho, a certeza e a promessa.

Na colheita da mão que te plantou,
O sorriso sempre farto todo dia,
A emoção do abraço que faltou,
A mão que te conduza em alegria
Abençoada cedo ao alvorecer,

Na condução entre espinhos e flores,
Haja mais flores para agradecer,
Haja mais zelos, carinhos e amores.

O elo entre as mãos seja constante,
Mãos que reunidas formam o lar,
Não deixe neste toque edificante,
Apagar na distancia o seu sonhar,

Criança, neste doze de outubro
Sereno, promessas fartas, poesias,
Que hoje o sol seja do amanhã.
Envio-te felicidades todos os dias.

 

 

Criança...

LuliCoutinho

Uma semente que brota do amor
Doce presente de Deus à vida
Ao nascer, uma flor que se abre em luz!

São borboletas brancas num jardim florido
Música dos pássaros nos dias coloridos
Um passeio no parque num domingo de sol
Renovação da alma, a esperança na alvorada perdida...
Traz uma cantiga de união e vida!

Quando a beijo sinto o gosto de manjar caramelado
Ao receber seu abraço não quero que saia do meu lado
Com muita alegria a espero, minha estrela, doce anjo criança...
Como um arco-íris que colore meus dias!

17.09.2013
São Paulo - SP

 

 

 


 

Jpg criança

Wav: CaixinhaDeMusica-I_Do_It_for_You

 

 

VOLTAR