Todos já sabem que há muitas borboletas nas matas e principalmente nas grandes florestas.

Ali elas nascem de montão e fazem a festa dos olhos de quem as pode ver!

Existem borboletas de todas as cores, e parece que o arco íris as pintou.

Com listinhas,  com bolinhas de várias cores na mesma asa, enfim,  é um espetáculo de cores e voo.

Pois bem, certo dia um grupo destas borboletas resolveu voar além das arvores e ver o céu!

Assim como nós nos encantamos com elas, elas se encantaram com o céu.

Juntas resolveram que iriam voar alto muito alto para chegar ao azul do céu.

Combinaram e juntaram-se num bando maravilhoso onde todas as cores se misturavam.

Voaram alto muito alto, passaram as nuvens e chegaram ao que pensavam ser o inicio do céu!

Algumas desistiram no caminho, pois a luta com o senhor vento era demais, e ele soprava muito forte , às vezes.

Conforme voavam suas cores iam-se transformando, ficavam escuras ora mais claras pareciam pétalas de ouro,

As pequeninas então pareciam pingos de ouro. Por quê isso?

Eram os raios do sol que percebendo a chegada de estranhos  coloriam suas asas.

Bem vinda disse a Lua, posso ajudá-las vejo que estão bem cansadas...

Respondeu a líder do grupo, uma borboleta bem grande de asas pretas e com bolinhas.

-Viemos explorar o céu, pois lá debaixo ele nos fascinou é muito lindo mesmo!

-E agora que já sabem  o que vão fazer?

-Bem pensamos em dormir por aqui ou , talvez,  ficarmos para sempre.

-Acho muito bom vocês serem curiosas e procurarem saber das coisas, mas...

- Mas, o quê perguntaram todas juntas?

-O que precisam aprender é que cada um deve estar em  seu lugar, de acordo com sua natureza.

-Não podemos ficar, perguntaram?

-Podem , é claro,  desde que corram os riscos que há a noite por aqui.

-O que pode acontecer num lugar tão lindo como esse? Disse a borboleta azul.

-Tudo minha cara.

-As chuvas fortes, os raios e mesmo o calor intenso do Sr. Sol.

-Digam-me onde vão ficar pousadas para o descanso?

-Lá embaixo estão as árvores  a que estão acostumadas,  os arbustos...

-E agora o que faremos?

-Bem, fiquem em grupos e vamos torcer para que não chova e nem haja os raios da noite, e como a madrugada é cedo,  poderão partir,  então.

-Uma coisa é certa, às vezes queremos conhecer o mundo o que é muito bom,

mas devemos nos preparar e ter conhecimento dos mínimos detalhes para que não tenhamos surpresas.

-Concordamos plenamente disseram todas.

Agruparam-se e coladinhas umas nas outras;  não enxergavam nada nada e assim dormiram.

Logo,  cedinho começou a clarear e imediatamente saíram voando colorindo o céu deixando-o mais lindo ainda.

-Que sorte que não choveu não é mesmo?

Chegaram à mata felizes com a grande aventura no céu, beliscavam as flores e os arbustos sentindo-se em casa , novamente.

E desde então na mata ficaram conhecidas como as borboletas do céu!

São tão coloridas alegres e cheias de audácia.

Primavera, estação das cores, flores e borboletas...

 

 

 

 

 

Arte e Formatação:

AugustaBS

 

 

 

VOLTAR