MIL E UM POEMAS

 

Susana Custódio

 

 

Com esta minh�alma plena de inspiração

Mil e um poemas ternos, cheios de amor

Pra ti escrevi com a mais doce emoção

Palavras sentidas com um extremo ardor

 

Descrever o amor era a minha intenção

Em mil e um poemas com cheiros de flôr

Eu só queria conquistar o teu coração

E arrancar p�ra sempre esta teimosa dor

 

Vem depressa, eu te peço que venhas

Com teu carinho brindar o meu jardim

Já que o enxergas do cimo das montanhas

Já que o vês verdejante, mesmo assim

 

Vem, e eu confessarei o meu amor por ti

Ouvirás a minha terna voz até adormecer

Murmurada em meus lábios, como um colibri

Solfejada num hino que acabei de escrever

 

 

 

Portugal

2012