LUA SOMBRIA
NALDOVELHO

Pessoas contaminadas por lua sombria,
trazem nos olhos as marcas da agonia,
no sangue, veneno curado de serpente,
no corpo, cicatrizes de um tempo,
quase todas corrosivas.

Com o tempo viram artistas,
alguns poucos viram poetas.
Deus os perdoe pelo que costumam praticar!
Mestres em cometer heresias,
adoram caminhar entre o meio fio e a rua;
vivem de romper fronteiras
e teimam em semear palavras
na pretensão de encurtar distâncias.

Pessoas contaminadas por lua sombria,
costumam invadir intimidades,
e ainda que não revelem identidades,
nunca vi tamanha indiscrição!

Conhecem cada canto, cada beco,
e por atalhos chegam rápido
aos pacatos umbigos que por aqui estão.

Não há como lhes impedir o acesso,
e vivem de remexer em escombros,
descobrem verdades, descortinam segredos,
para depois construir seus versos,
e ainda têm a pretensão de dizê-los com emoção.

Pessoas contaminadas por lua sombria...
Deus nos livre delas!
Melhor orar em silêncio, resignados pelo perdão. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

VOLTAR