ESTA SAUDADE...

Ceres Marylise


Visto-me como o outono: de amarelo,
cor dos meus sonhos não concretizados.
Nessa paisagem de brisa enfraquecida,
as folhas secas voam em tons dourados.

Meu coração de passarinho traz brilho
de outonal e romântica abordagem,
de crisântemos que vivem escondidos
e só se mostram na cor desta saudade.

Só assim eu me encontro com tu'ausência
que está onde eu estou, nesta lembrança,
e em minhas mãos que nobres, já se cansam.

Que no meu sangue a gritar tua presença
haja um cartel de silêncio e a esperança
de superarmos o mal dessa distância.

 

 

criação: denise moura
 

 

VOLTAR