Borboleta

Be.Dibois

Preciosa Manifestação do Imanifestado!
Desde sempre aí e aqui.
Frequência vibratória da ressonância de vontades, faz do crescimento uma festa.
Do trabalho, jogo prazeiroso numa conclamação para se viver.
Para além do convencionalismo, da formalidade, do status, do luxo absoluto, navegam conscientes, sedentos em busca da luz, em busca de si.
O conhecido, que nada transcende, deixa de ser veemente.
Descongelados, a rotina e o comum, se vestem de alegria.
Inundam os corpos de vida calorosa, interminável.
Querem somente o que necessitam.
Sem complicações.
Caem máscaras.
Caem as cascas filas do medo.
Feridas cicatrizam.
Terminam de apodrecer os pseudos.
Evaporam com os grandes egos.
Ficam os grãos de mostarda,
Sentimentos circulantes se instalam.
Compaixão e ternura, prevalecem soberanas.
O som do silêncio une-se ao som da única música.
Em movimento exato, preciso, é interpretada a dança feita de caos.
Essência do Universo.
Preciosa Manifestação do Imanifestado germinando o amor atemporal.
Desde sempre.
A sabedoria acordada, sustenta o conhecimento e aprofunda a fé.
Corações sensíveis se reconhecem, se unem e comemoram.
Unicidade multidimensional.
O caminho do peregrino, sem solidão.
O sempre novo, ressuscitado, se instala, se espalha, caminha glorificado.
Tudo é igual a nada.
Todos é igual a um.
Mergulhar na fonte, é um convite, uma oportunidade.
Desde sempre.
O informante chama de fim do mundo, aquele que viu, chama de borboleta. 
 

 

 

 

 

 

VOLTAR