OUVINDO O SOLO DAS GUITARRAS PORTUGUESAS

Luiz Poeta ( com música de Marcos Assumpção )
Luiz Gilberto de Barros – às 8 h e 16 min do dia 25 de janeiro de 2012
do Rio de Janeiro, numa singela homenagem poética
ao irmão e sublime poeta português Armando Sousa ( Daniel Cristal ) publicado na Antologia Camões, da editora Mágico de Oz.


Se ao som de um fado, cada tom traduz, em ondas,
A emoção da tua dor mais amorosa,
Choras a dor da forma mais silenciosa.
Dentro do amor mais sedutor com que te sondas.

Se a voz embarga no instante em que tu cantas
E desencantas a canção quando tu choras,
Tu te sublimas na canção que revigoras
E aprimoras teu amor, quando te encantas.

Chorando mares, tu diluis teus oceanos
Dentro do pranto dos anseios lusitanos
De navegar, ouvindo o solo das guitarras,

Pois se no fado, o teu amor faz moradia,
Tu te embeveces, navegando a fantasia,
Quando teu barco português solta as amarras.

...

Em conformidade com a lei vigente,
Lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998,
é proibida qualquer alteração de arte ou versos.
Respeite os Direitos Autorais.
Biblioteca Nacional – RJ

Luiz Poeta - Luiz Gilberto de Barros - Rio de Janeiro - Brasil

 

 

VOLTAR