Entre os anos de 416 a 418 de nossa era, chegou à "Lusitânia" um povo invasor, os " Visigodos", eles eram do centro da Europa,da Germânia e o seu nome derivava dos godos ou seja eram os "Godos do Oeste", era um povo guerreiro bárbaro e fizeram frente ao império romano, então dominador das regiões ibéricas.
Como sempre aconteceu na história da humanidade, em todos locais, terras, ilhas,paises que foram descobertos e colonizados, os primitivos povos das regiões,sofreram invasões de outros povos, que após muitas eras se enturmaram com os locais e dai derivavam para novos tipos de habitantes.
Na Lusitânia aconteceu também, porque desde os tempos primordiais dos " Celtas " enturmaram-se com os " Iberos" e formou-se o povo " Celtibero". Os "Visigodos" invadiram a "Lusitânia" já no periodo do declinio do império romano e conseguiram fazer um papel importante desde a sua invasão até o ano de 711, quando chegaram outros invasores os" Mouros", que vieram do norte da África e expulsaram definitivamente os romanos e portanto, nesse periodo do declinio romano, por 250 anos os " Visigodos" formaram o " Reino dos Visigodos", que ia do sul da Lusitânia,a parte central toda da "Hispânia" e parte da " França ( Gália).
Como nessas épocas invasoras, havia a luta de bárbaros contra bárbaros, os romanos aproveitaram-se disso e incentivaram os visigodos a invadirem a peninsula ibérica, na tentativa de expulsarem outros invasores, os suevos, os vândalos e os alamos e eles conseguiram vencer os alamos e os vândalos, no entanto com o suevos a luta foi muito dificil e que chegou a durar 1 século.O dominio dos Visigodos chegou a durar 300 anos, todavia, eles não se enturmaram muito com os romanos,uma vez que eles não eram católicos e sim arianos e o casamento entre as raças era proibido e tão sómente no ano de 589 o Rei dos Visigodos aderiu ao cristianismo.
Já no ano 654, eles criaram o " Código Visigótico" e que seria aplicado para todos os povos da peninsula ibérica,todavia, não teve a repercussão desejada pelos seus coordenadores, no entanto, nesse periodo da invasão visigótica é que fincou-se o inicio da sociedade medieval lusitana ou seja de uma formação,clero,nobreza e povo.O "Clero" era o primordial dessa era, onde a sabedoria era dentro da igreja, mesmo porque, o visigodo não recebia instrução cultural adequada, já a Nobreza comandava a vila do campo, mas, não pessoalmente, porque nessa era romana, o nobre não ia ao campo e sim os comandados, mesmo porque esse cidadão visigodo era na realidade de um timbre guerreiro e o povo era o que trabalhava nos campos.
Os visigodos julgavam-se superiores aos lusitanos,hispânicos e romanos e eles os visigodos de cultura diferente desempenhavam uma função social superior sobre os outros povos e eles dirigiam tudo, porque era o povo dominador , bem como, só eles tinham os deveres militares e assim sendo eles detinham as armas.
Os romanos recebiam a educação literária e com os visigodos não houve vestigios de escolas,bibliotécas, como nada existiu de centros de cultura visigótica,mas, com certeza esse povo guerreiro deixou no DNA, do povo romano,lusitano,mouro o seu fruto invencivel guerreiro e deixou no cerne português um ser invencivel que conseguiu correr mundos e mundos sem fim, como é do conhecimento da humanidade.
Todo vestigio "visigótico" na Espanha e em Portugal, ficou em várias igrejas,bem como, nomes de pessoas até hoje e foram eles que fundaram muitas cidades, não só na Lusitânia e na Espanha, mas, em outros paises europeus, sendo ainda a sua maior virtude , o " Direito Visigótico" ,que em latim era " Liber Iudiciorum" , foi um código que prestou-se a formar uma legislação que foi usada em toda peninsula Ibérica na éra cristã da idade média e que foi usada até as grandes descobertas portuguesas nos seus primeiros 500 anos.
Assim sendo, todos nós lusitanos, portugueses e luso-descendentes temos no nosso DNA , um pouco desse povo guerreiro que em épocas longinquas contribuiu para a formação futura do povo português, que com as formações dos Celtas, lusitanos,romanos e mouros, contribuiram para a formação de um povo maravilhoso, para a honra e gloria do nosso querido e eterno PORTUGAL.
 
 
Video:
 
 
https://youtu.be/7CA25mWJgtU
 
 
 
 
 
ADRIANO AUGUSTO DA COSTA FILHO.
Ordem Nacional dos Escritores do Brasil.
Associação Paulista de Imprensa.
Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa/Portugal.
Associação Portuguesa de Escritores/Lisboa/Portugal.
Membro Honorário da Ordem do Infante Dom Henrique.
 
******************
 
 
                                                                                                        Arte e Formatação:
                                                                                                                                                                 AugustaBS
 
 
VOLTAR