Poema Sublimado
 
Uma poesia que tem por base outro poema,
onde você cria com sentido distinto, usando as palavras do poema base,
com a intenção de exaltar ou enaltecer o poema escolhido.
 
 
Coordenação:
Auber Fioravante Júnior
Nídia Vargas Potsch
Susana Custódio

 

 

 

Nídia Vargas Potsch
Susana Custódio
Auber Fioravante Jr
Mercília Rodrigues (2)
Ógui L. Mauri
Lêda Mello
Jonas Rogerio Sanches
Maria Thereza Neves
Theca Angel
Maria José Zanini Tauil
Luli Coutinho
Naida Terra
Roze Alves
Sidnei Piedade
Rita de Cássia Rodrigues
Nara Pamplona
Francisco Coimbra
Ary Franco
Maria Tomasia
Hilda Rosa
Maria Luiza Bonini
Ariovaldo Cavarzan
Dioni Fernandes Virtuoso (3)
Cida Valadares
Rita Rocha (2)
Humberto Rodrigues Neto
Junior Pereira Almeida

 

 

 
Poetrix 1
 
Em Preciosas Gotas de Amor
( Susana Custódio )
 
Transformam-se estas lágrimas
Firmes que insistem em regar
As rosas que ontem me ofertaste.
 
 

 

Poetrix 2
 
Você
( Maria Thereza Neves )
 
Deixa minha alma sorrindo
Enquanto pulsar o coração
Até o fim dos sonhos...
 
 
 
Poetrix 3
 
No Compasso Musical
(Nídia Vargas Potsch)
 
Vou e venho simplesmente
Imaginando a cadência
Envolvente dos braços teus.
 
 
 
 
Poema Sublimado
( Nídia Vargas Potsch )
 
Você
 
Deixa o pensamento fluir e acompanhar
Minha poesia, onde sua
Alma flutuará num voejar constante
Sorrindo de felicidade e ternura?
Enquanto o acelerado ritmo cardíaco, propiciará um
Pulsar intenso que acordará
O imaginário que em você existe e levará seu
Coração a êxtases desordenados
Até não poder mais; e, ao contrário, tente imaginar
O amargor e o desespero da perda, do
Fim do nosso amor,
Dos carinhos e carícias trocadas findando em
Sonhos e nada mais... que sonhos...
 
@Mensageir@
Rio, 15/05/2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Susana Custódio)
 
No Compasso Musical
 
Vou pela vereda da esperança
E decidida, caminho figurando que
Venho ao teu encontro,
Simplesmente no intento de te enlaçar
Imaginando que me seguras nos teus braços
A sussurrar-me ternas palavras na
Cadência musical da tua voz
Envolvente que em mim exalta este bem-estar e
Dos teus lábios recebo o beijo, dos teus
Braços o aconchego que vejo nos
Teus olhos pejados de infindas ofertas
 
Sintra - Portugal -15 de Maio de 2012

 

Poema Sublimado
(Auber Fioravante Júnior)
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se em raras quimeras
Estas notas da alquimia, do pranto,
Lágrimas pelo cio da poesia
Firmes como rocha banhada pelo mar
Que se estende para a areia e
Insistem em dar salva guarda
Em nome d’alma única a
Regar cada verso inverso com
As páginas que não trazem
Rosas em nome do amor
Que conduz a lamparina
Ontem presente à flor da pele e
Me dizendo que hoje o poema que me
Ofertaste esta vivo no coração!
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Mercília Rodrigues)
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se a toda hora
Estas estradas percorridas
Lágrimas silentes que se chora
Firmes dores da partida
Que amargam nossa alma
Insistem na permanência nesta vida
Em nome do amor que acalma
Regar o coração com a ternura !
As marcas de flores sem espinhos,
Rosas brotadas por amor
Que medram entre os caminhos
Ontem num passado sem calor
Me deixaram hoje com carinho,
Ofertaste-me a vida , meu amor !
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Ógui L. Mauri)
 
Em Preciosas Gotas de Amor
Transformam-se, ao te ver,
Estas marcas de desgosto!
Lágrimas pelo meu rosto...
Firmes, deixam de escorrer.
 
Que forças, trazes, enfim?
Insistem elas no amor.
Em plantar sempre uma flor,
Regar só nosso jardim.
 
As lágrimas, nunca eu quis...
Rosas são gotas de amor
Que só me deixam feliz.
 
Ontem, quando o dissabor
Me punha sem diretriz,
Ofertaste teu calor!

 

 

Poema Sublimado
(Lêda Mello)
 
No Compasso Musical

Vou
onde há chão para pisar
E
frutos sazonados para colher.
Venho
de uma viagem infinita,
Simplesmente,
sem cansaço,
Imaginando
a Terra Prometida.
A cadência
está no espaço e no tempo,
Envolvente
é a descoberta a cada passo.
Dos
caminhos, colho prêmios de aprendiz,
Braços
dados com a esperança e a alegria,
Teus
roteiros são a minha companhia.

 

Poema Sublimado
(Jonas Rogerio Sanches)
 
Você
 
Deixa a janela escancarada
Minha estrela quer brilhar
Alma livre de penumbras
Sorrindo iridescente por amar
Enquanto o meu coração, sorridente ao
Pulsar, regando as veias e os caminhos
O turbilhão de vida voraz
Coração nobre que retumba
Até os confins da existência
O seu conselho eu escuto
Fim da agonia me sussurra
Dos seus gemidos sempre mudos
Sonhos de mundos e formosuras

 

 

Poema Sublimado
(Maria Thereza Neves)
 
No Compasso Musical
 
 
Vou seguindo passos
E continuo no compasso...
Venho em cada nota, solfejo
Simplesmente sendo inteira
Imaginando a beleza
A cadência da melodia
Envolvente laço
Dos abraços
Braços meus
Teus e nada mais!
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Theca Angel)
 
Você
 
Deixa que acordes fluam e acompanhem
Minha poesia, permitindo à tua
Alma flutuar num voejar tranquilo,
Sorrindo de felicidade ante expressões de ternuras,
Enquanto o ritmo de ilusões fará
Pulsar como cordas de violinos, nossas almas!
O teu evocar de místicas canções, levará meu
Coração a êxtases desordenados
Até que atinja a mais sublime exaltação!
O amargor de uma desilusão decretará o
Fim de tão imenso e lindo amor...
Dos carinhos...Das carícias trocadas...Dos...
Sonhos que serão então...somente sonhos!

 

 

Poema Sublimado
(Maria José Zanini Tauil)
 
No Compasso Musical
 
Vou para teus braços agora
E adentrarei-os sem temor
Venho, pois quero render-me
Simplesmente por paixão
Imaginando na nascitude do sonho
A cada instante de tensão, a
Cadência de corpos e almas
Envolvente sublimação
Dos beijos ardentes
Braços que me reterão...
Teus carinhos, por fim, só meus serão!

 

 

Poema Sublimado
( Luli Coutinho )
 
Você
 
Deixa eu amar você na madrugada!
Minha alma transbordará calor
Alma outrora magoada,
Sorrindo ao vento a espalhar amor.
Enquanto a vida se forma em seu corpo
Pulsar o coração machucado
O sonho de amor à quimera,
Coração será iluminado!
Até o crepúsculo se inclinará
O mesmo que os meus olhos inspira
Fim à dor ao desabrochar o grande voo
Dos brancos voos das garças ao céu, aspiro.
Sonhos!... Navego à espera da luz!
 
17.05.12
São Paulo - SP
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Naida Terra)
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se minhas lágrimas em poções.
Estas pequeninas gotas com gosto de sal,
Lágrimas que rolam e chegam ao chão, tão
Firmes quanto é o meu desejo de ver brotar as rosas
Que me destes numa noite de lua cheia.
Insistem as ervas daninhas, sufocarem a rosa que,
Em agônia sacode a terra e me implora a
Regar com mais lágrimas que, quase não existem mais...
As nuvens se escondem, e o sol escaldante ferem as
Rosas, que eram belas,
Que eram uma promessa, juras de um amor eterno.
Ontem, foi passado!
Me deixas-te no chão, na terra árida, salgada e,
Ofertaste a distância, a ausência... o adeus...
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Roze Alves)

Você

Deixa ao menos contar sua culpa, por que
Minha existência perdeu todo sentido e a
Alma cansou-se de perseverar.
Sorrindo, eu esperava que me quisesse,
Enquanto vilmente ria do meu querer.
Pulsar irão para sempre as minhas têmporas
O amor foi perdendo a cor e o sabor.
Coração engelhando pelas lágrimas
Até que de tão triste, parou de vez.
O esperar perdeu o sentido, com o
Fim de todos os desejos e esperanças.
Dos dias vividos ficou apenas a dor.
Sonhos... Nunca mais hei de cultivá-los!

Amanhecer-M
RJ: 18/05/2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Sidnei Piedade)
 
No Compasso Musical
 
Vou buscando novos horizontes
E decidido a te encontrar
Venho ao seu encontro
Simplesmente pra gente se amar
Imaginando em meus braços
A cadência de sua voz
Envolvente em minha alma dos
Teus beijos tenho saudades
Braços a me apertar
Teus carinhos me convidam a amar
 
Assis, 17/05/2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Sidnei Piedade)
 
Você
Deixa algo estranho em mim,
Minha mente confusa,
Alma inquieta e sonhadora,
Sorrindo nessa luz difusa, enfim ...
 
 
Enquanto meus sonhos me fazem sentir o
Pulsar do sangue que nas veias correm e
O levam novamente ao
Coração, onde o sentimento se abriga...
Até o momento final se aproximar
O instante da realidade encarar o
Fim de algo tão lindo, tão querido,
Dos anseios da alma, o sonhar que eram apenas
Sonhos ... sonhos jamais vividos ...
 
Tocatins MG
18-05-2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Nara Pamplona)
 
Você
 
Deixa meu coração quieto
Minha dor quedando-se adormecida e
Alma antes fragmentada e dorida, hoje
Sorrindo ante a porta aberta de novos rumos...
Enquanto os sinos dobram no silencio da noite e o
Pulsar dos sons encontram ecos perdidos
O seu rosto reflete-se no espelho das lembranças
Coração reiterando desejos não realizados
Até promessas jamais cumpridas!
O meu olhar suavizou-se antevendo o
Fim de tantos anseios e quimeras
Dos desejos ardentes e persistentes
Sonhos? não! realidade de um eterno amor!
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Francisco Coimbra)
 
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se em beijos
Estas palavras soltas
Lágrimas correm derramadas
Firmes quentes sensíveis
Que elas generosas
Insistem vir despertar
Em promessas delirantes
Regar sonhos coloridos
As esperanças despertando
Rosas procurando florir
Que veem perfumadas
Ontem hoje amanhã
Me transfigurando alma
Ofertaste amor eternamente!
 
Açores - Portugal
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Ary Franco O Poeta Descalço)
 
No Compasso Musical
 
Vou ficar. Não penses que irei embora
E deixar-te pra trás nos braços de outro qualquer.
Venho pedir-te perdão pela mágoa que te causei.
Simplesmente, foi um ato mal pensado
Imaginando que, quando ausente, me traías.
A cadência do meu querer é ininterrupta,
Envolvente e fiel. Renovo-me ao lembrar-me
Dos teus afagos e beijos trocados quando em teus
Braços me quedo, sôfrego de um querer inconfessável .
Teus mimos, teus dengos, são minha sedução.
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Maria Tomasia)
 
 
No Compasso Musical
 
 
Vou te seguir pelas veredas dos sonhos
E sei que de ti não me afastarei, jamais.
Venho contigo seguindo pelos caminhos,
Simplesmente amando-te demais,
Imaginando que estamos no mesmo compasso.
A cadência das notas, sempre insinuante,
Envolvente, faz-nos seguir no mesmo passo
Dos sons que imaginamos neste instante..
Braços, transformam-se em seguros laços;
Teus beijos são os de um eterno amante.
 
 
RJ, 16/05/12
 
 
 
 
Poema sublimado
(HildaRosa)
 
Você
 
Deixa minha vida seguir.
Minha vida triste e vazia.
Alma soturna,
Sorrindo entre lágrimas,
Enquanto tento aprender a viver em um
Pulsar de um coração machucado.
O tempo parou quando meu solitário
Coração te apagou,
Até que minha vida cambaleante
O teu amor matou.
Fim da alegria, de tantos planos desenhados,
Dos nossos sorrisos enamorados.
Sonhos, só sonhos.
 
19.05.2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Maria Luiza Bonini)
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se todos os meus ais
Estas agoniadas horas de espera...
Lágrimas por sentir o que nos era
Firmes alicerces a romper, jamais

Que, por nossos inquebrantáveis sonhos
Insistem, ilesos a nos manter o amparo
Em silencioso vigiar, num suave e claro
Regar em gotas d'um sentir tamanho
As tuas lágrimas confundiam-se com as minhas
Rosas singelas espreitavam nosso pranto
Que se faziam a elas, puro alimento
 
Ontem, era só um grande amor que tinhas
Me fiz seduzir, vislumbrando ser feliz
Ofertaste, daquelas rosas, somente espinhos
 
 
Poema Sublimado
(Ariovaldo Cavarzan)
 
 
No Compasso Musical
 
 
Vou seguindo em minha estrada,
E entre suspiros e aflição,
Venho em busca de um afago,
Simplesmente esperando o seu perdão.
Imaginando sigo a minha sina e
A cadência do meu coração.
Envolvente é este amor, ora saudade,
Dos tempos que longe vão,
Braços abertos, abraçando o nada, imaginando os
Teus, em vão...
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Dioni Fernandes Virtuoso)
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se em belíssimo jardim florido,
Estas terras que foram aradas pelo amor e regadas pelas
Lágrimas das tristezas provocadas pela vida...
Firmes foram as minhas incansáveis semeaduras
Que deram raízes tão profundas, impossibilitando aos que
Insistem arrancar as flores tão lindas que germinaram...
Em vez de lastimar as que não chegaram a brotar, vou

Regar
com meu carinho, as que estão a perfumar
As pessoas que me cercam e semear
Rosas sem espinhos e muitas outras
Que enfeitam e perfumam muitas vidas...
Ontem, nasceu mais uma flor, a mais bela e perfumada!
Me
encantei com sua forma e cor...
Ofertaste
-me a semente! Ela se chama Amor!
 
 
Criciúma/SC/
19/05/2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Dioni Fernandes Virtuoso)
 
Você
 
Deixa que eu navegue em outros mares, pois
Minha vida toma novo rumo com a
Alma liberta de seus desenganos...
Sorrindo livre, sigo meu caminho,
Enquanto você, preso ao passado, faz
Pulsar seu coração no compasso errado...
O correto neste momento é aquietar o
Coração, pois só assim você terá paz,
Até que um novo amor faça renascer
O sonho de viver feliz a dois...
Fim à dor, saiba dar mais valor à vida!
Dos ensinamentos, liberte novos
Sonhos... Refazendo a sua vida!
 
Criciúma/SC
19/05/2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Dioni Fernandes Virtuoso)
 
 
No Compasso Musical
 
 
Vou compondo a nossa canção
E todas as notas, são desejos do nosso coração!
Venho cantá-la em teus ouvidos,
Simplesmente em sussurrantes gemidos,
Imaginando o que acontecerá depois...
A sinfonia, com acordes fortes, agita a
cadência dos nossos corpos...Momento lindo,
Envolvente! Deixa-nos fora do prumo
Dos sons do mundo...E meus
Braços te abraçam no compasso dos
Teus, que não querem parar de dançar...
 
Criciúma/SC
19/05/2012
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Cida Valadares)
 
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se, em suaves preces
Estas tuas atitudes que fizeram-me verter
Lágrimas de dor e decepção.
Firmes propósitos eu tenho, porém,
Que estes sentimentos tristes que
Insistem em abater minha alma e coração
Em lugar de dores e decepções hei de vencê-los ao
Regar com sorrisos e alegrias
As pétalas e os espinhos das
Rosas tão lindas , púrpuras e aveludadas
Que um dia enviaste a mim.
Ontem, como hoje e amanhã
Me lembrarei sempre deste carinho tão lindo que
Ofertaste.... ao nosso amor.

 

 

Poema Sublimado
(Mercília Rodrigues)
 
Você
 
Deixa que eu te acolha, esperança!
Minha vida é feita de ilusão .
Alma que olha as alturas e não se cansa,
Sorrindo acaricia o coração,
Enquanto durar os sonhos divagantes,
Pulsar na humanidade um alento,
O acreditar não ser distante
Coração será o puro sentimento,
Até os acordes angelicais sentidos
O meu sentir prevê um amanhã seguro
Fim será, se tudo for perdido
Dos esperançosos o mundo for escuro
Sonhos também mortos, esquecidos!
 
 
 
 
Poema Sublimado
(Rita Rocha)

Em Preciosas Gotas de Amor
 
Transformam-se em novas alegrias
Estas palavras profundas
Lágrimas são passadas
Firmes são as promessas
Que fizeram brotar o amor e
Insistem em renovar sentimentos
Em sua total plenitude.
Regar no meu jardim ...
As flores do carinho
Rosas da cor vermelha
Que decoram hoje a minha vida
Ontem, e eternamente...
Me oferece calor...
Ofertaste seu grande amor...

 

 

Poema Sublimado
(Rita Rocha)
 
No Compasso Musical
 
Vou caminhando estrada afora,
E sempre com você no pensamento
Venho trazer-te meu afago
Simplesmente, pra compensar tempo
Imaginando como serei feliz neste amor
A cadência do meu coração é eloquente
Envolvente é este amor nos completar
Dos tempos idos, nem é bom lembrar.
Braços e abraços e nosso amor amar.
Teus carinhos, eu conquistar.

 

 

Poema Sublimado
(Humberto Rodrigues Neto)

Você

Deixa tua chave ali, sob a floreira,
Minha doce e adorada companheira,
Alma gêmea da minha a caminhar...
Sorrindo então, eu poderei entrar
Enquanto dormes e assim sentirei
Pulsar meu peito por quem tanto amei...!
O leve ressonar desse teu lindo
Coração ficará em mim fremindo
Até que a vida pra nós dois conclua
O ciclo da minh’alma e o da tua...
Fim não, pois nas esferas siderais
Dos puros ideais que se cultua
Sonhos sinceros não morrem jamais!

 

 

Poema Sublimado
(Junior Pereira Almeida)
 
 
Em Preciosas Gotas de Amor
 
 
Transformam-se em rumores nossos sentimentos
Estas palavras que ardem nossas faces, cheias de
Lágrimas que caem de nossos rostos.
Firmes sem cessar... lágrimas estas
Que outrora não surgiam
Insistem tecer mágoas de agonias
Em vez de tornarem-se lágrimas de sabedoria, e
Regar os jardins de nossos corações, brotando
As rosas que a ti dedico...
Rosas puras, vivas e singelas
Que possuem o perfume da harmonia.
Ontem reguei-as para ti, e
Me tornarei o bem mais precioso, que
Ofertaste a nossas vidas em prol de nosso bem maior.
 
 
Vitória-ES, 20/05/2012
 
 
 
 
 
 
 

 

 

Clique na capinha para baixar o E-book

 

 

Créditos
 
Imagem : Musica e Poesia.com
Misted @fJunior
Arte
Auber Fioravante Júnior
Musica Wave
Coração de Estudante

 

 

VOLTAR